Mais confissões

Já que estamos em época de confissões musicais, vamos fazer algumas:

Come to daddy, do Aphex Twin, me dá tanto medo que eu mal consigo ouvir a música inteira.

Discos do Pulp, o OK Computer do Radiohead e Motion Picture Soundtrack, do KID A, me deprimem muito. Sério. Se eu não parar de ouvir eu fico realmente mal.

Eu nunca ouvi Iggy Pop, não gosto de Rolling Stones e acho os Beatles a coisa mais sem graça do mundo.

Eu consigo gravar Jeff Mills, Abba, Señor Coconut e Minutemen num mesmo CD-RW e sair ouvindo no carro. Depois, eu troco o CD e saio ouvindo um dos Brandemburgos, de Bach.

Hoje eu baixei a música tema de Once and Again no Audiogalaxy.

E pra encerrar…eu tenho conhecimento bíblico suficiente para fazer uma palestra, e gosto de Anal Cunt.

Alguém que chorou

Ontem à noite, num sinal de trânsito, eu vi uma mulher chorando, no carro ao lado do meu.

O porquê do choro eu nunca vou saber. Talvez fosse o marido cafajeste, um desgosto com os filhos, algumas amigas falsas, um emprego perdido…podia ser tanta coisa…

Eu nunca vi aquela mulher nem nunca mais verei, mas numa crise de fraternidade eu senti que podia fazer tanto para ajudar aquela pessoa…mas havia uma distância muito grande entre nós. Era um sinal verde.

Problemas. Repita.

Muitos problemas. Muitos problemas. Muitos problemas. Muitos problemas. Muitos problemas. Muitos problemas. Muitos problemas. Muitos problemas. Muitos problemas. Muitos problemas. Muitos problemas. Muitos problemas. Muitos problemas. Muitos problemas. Muitos problemas. Muitos problemas. Muitos problemas.

Basement Jaxx chuta a sua bunda e anota seu nome

Eu tinha até baixado o disco novo do Basement Jaxx no AudioGalaxy, mas mesmo assim comprei ele, porque tinha nacional e tava relativamente barato.

Ô disquinho bão. Eu sei que vai soar estranho nesses tempos de guerra, mas o disco é uma bomba atrás da outra.

Romeo vai fazer até a sua vó dançar. É um tapa na orelha, cada batida do bass drum vai lá no fundo da sua cabeça. Breakaway, na sequência, alterna batidonas e paradinhas estratégicas, um entra-e-sai que faz exatamente o que você pensou aí, seu safado: é excitante. Mais pra frente, Kissalude, introdução para Jus 1 kiss tem uma coisa que eu adoro: voz feminina em hi-fi. Parece que eles exageram na equalização e que a Dona Maria lá está realmente sussurando no seu ouvido…dá até um friozinho na nuca.

Daí pra frente fica tudo mais tranquilo, Felix Buxton e Simon Ratcliffe só mostrando o quanto eles são foda. Tem Where’s your head at, a bombinha usada no filme Tomb Raider, entre outras beldades. Justiça seja feita, Basement Jaxx faz a dance music mais criativa que já vi.