“Restropectiva” 2005 d’O Primo

Em imagens, pra ficar mais legal.

Janeiro – Oh Canada!


Eu, na rua da minha casa canadense

Foi em janeiro que eu iniciei minha estadia de cinco meses no Canadá (primeiro post aqui). O primeiro mês do ano foi um mês de “primeiras vezes”: deu pra fazer muita coisa que eu nunca tinha feito, como ver neve, esquiar, ou entrar em lojas de CD e encontrar Godspeed You Black Emperor pra vender. Ou então – pasmem – ouvir Nightwish.

Fevereiro – “Em feverê… tem carná…”


Direto da neve para as montanhas de Minas

O carnaval serviu para uma visitinha rápida ao Brasil e foi passado em Conceição do Mato Dentro.

Depois, de volta pra terrinha gelada. O inverno começou a acabar (!?) mas ainda deu tempo de um pouco de esqui.

Março – It’s all downhill from now on


Chalés de Blue Mountain, em Ontario

As novidades do mês foram os shows de stand-up comedy e o snowboard.

Acho que foi a partir deste mês que eu comecei realmente a gostar do Canadá. Eu estou aqui revendo fotos e posts para linkar e dá uma saudade… aquele país lá em cima é realmente magnífico. Eu e Bethania às vezes nos pegamos conversando sobre ele e de repente estamos cogitando seriamente uma mudança de vez pra lá.

Abril – Tem visita!

E já era primavera quando peguei o carro bem cedinho e fui ao aeroporto buscar… Bethania. Ela tirou férias e veio estudar inglês por um mês. E como *aham* coincidentemente eu estava no mesmo país a gente aproveitou para passear nos fins de semana…


Eu e Bê, com as cataratas do Niagara ao fundo. E ninguém desceu por elas num barril.

Fora isso, o ar seco e a eletricidade estática me deixaram com medo de maçanetas. E eu descobri o melhor programa de rádio do mundo (hoje falecido, depois de 10 anos no ar. Uma pena).

Maio – Um mês “animal”

Comemoramos o aniversário de Bethania em outro estado: Québec. Visitamos Quebec City, Montreal e Ottawa. E aí ela voltou pra casa…

Ainda teve mais turismo em Algonquin, o famoso parque da província de Ontario. Pra não perder o trocadilho, essa viagem foi “o bicho”!


Algonquin e seu habitante mais ilustre – O alce

Neste mês também vi meu primeiro show em terras canadenses (do Autechre). Levei uma colega comigo e ela conseguiu algo que eu julgava impossível: dormir no meio daquela barulhada toda.

Junho – Game Over

Acabou a festa. Dia 11 de junho e eu já tava no Brasil de novo (o último post no Canadá foi esse aqui).


Estooooou de vooolta pro meeeu aconcheeeeegoooo…

Vale lembrar o post que contém meu último turismo canadense: o parque de diversões Wonderland. Fora isso, o resto do mês eu fiquei enrolando em casa até aparecer projeto mesmo.

Julho – De volta à terrinha


Boliche (ruim) do Pampulha Mall – Só porque não tem NENHUMA foto direito esse mês

Este mês marcou o início da minha rotina de vôos semanais para São Paulo e vidinha em quarto de hotel (e os seus respectivos pepinos). E os posts e as fotos começaram a ficar escassos, já que o trabalho apertou bastante.

Agosto – Mês das noivas

Agosto, apesar da superstição, foi cheio de núpcias: dois amigos meus se casaram. E eu, vejam vocês, fiquei noivo


Bethania segurando um café, e o Um Anel em seu dedo…

E só pra variar o casamento, ano que vem, será também em agosto…

Setembro – Secos e Molhados


Acho que deu pra notar que eu já estou ficando sem fotos né…

Mês normal, pouca novidade. Li alguma ficção, arrisquei alguma ficção, tentei andar de kart com o pessoal do trabalho, questionei o meu próprio trabalho… e o Opera ficou gratuito.

Outubro – Envelheço na cidade

Outubro é mês de aniversários. Tem Luiz dia 02, minha mãe (Deus a tenha) no dia 06, eu no dia 10, meu pai no dia 12…


Bethania na varanda aqui de casa, no dia do aniversário do meu pai

Neste mês eu ganhei uma insônia de presente. E, entre outras coisas, vi o Fábio Júnior.

Novembro – Shake what your momma gave ya


Alerta bastante conveniente, impresso na capa de um CD de forró

Minha rotina de viagens semanais para São Paulo agora inclui passar a semana toda longe de casa. Isso faz com que coisas simples (como uma calça rasgada) tornem-se um belo problema.

Atualizar o blog foi ficando cada vez mais difícil. Pela falta de tempo e de conteúdo. Meus dias têm se resumido apenas a trabalhar…

Dezembro – E acabou


Sala de reunião de algum prédio em São Paulo

O maior destaque deste mês é, novamente, trabalho. Ou as besteiras que faço nele. Ou então coisas de aeroporto.

O ano que vem promete entrar no mesmo ritmo louco. Mas em compensação teremos novidades: casório em agosto, apartamento novo, mais promessas de “vou atualizar este blog todo dia” e as bobagens de sempre.

2 comentários sobre ““Restropectiva” 2005 d’O Primo”

  1. eu também vou ver casório (do meu irmão), apartamento “novo” (sem meu irmão) e promessas de sempre.
    mas o importante é que tem copa do mundo!!

  2. Parabéns pelo post!

    Lendo o post do natal lembrei da imagem do “Vai pro inferno Papai Noel” e percebi seu blog é o único que leio com regularidade enquanto navego por novos.

    A retrospectiva ficou muito boa também cara, falo isso como leitor.
    No mais, feliz ano novo pra vc e sua família e espero que você nunca deixe que as coisas que vc tem sejam maiores que vc mesmo.
    Abraço
    Bruno

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *