A regra de ouro do sampling

…é a seguinte: Não sampleie músicas melhores do que a música que você está fazendo.

Sabe, isso é tão óbvio, mas só hoje me dei conta. Músicas que usam samples de músicas muito boas tendem a ser uma droga.

É um caso de matemática bizarra, onde o resultado final piora conforme você vai somando músicas boas a ele. Um exemplo: Funky Shit, do Prodigy. A música abre com um sample de Root Down, dos Beastie Boys – com Mike D gritando “Oh my god that’s the funky shit”. Desse instante em diante, meu cérebro passa a ignorar a música do Prodigy e eu só consigo pensar no quanto o Ill Communication é um disco bom…

E o mais legal é que o inverso também funciona: você soma um monte de porcarias que não valem nada e o resultado final pode ficar 10 vezes melhor que as músicas ruins todas juntas. Quer um exemplo? Girl Talk, o cara que joga um monte de maluquices no liquidificador e, no fim, serve o melhor milk shake que você já viu. Ou você acreditaria que “Bounce That”, mostrada no vídeo abaixo, usa samples de Britney Spears, Ludacris + Ciara, Elastica e Stevie Wonder?

(Por sinal esse vídeo aí não é oficial: foi feito por Matthew Soar – professor da Universidade de Concórdia, em Montreal – junto com seus alunos, como contribuição para o Open Source Cinema Project. Ficou duca.)

2 thoughts on “A regra de ouro do sampling”

  1. Concordo! Não sampleie músicas melhores do que a música que você está fazendo!

    BTW, não achei a música tudo isso. Bem fraquinha aliás.

    Agora, mudando de cachorro pra sapato…

    Cara, teu blog é fantástico. Minha tarde inteira ficou por aqui!

    Tive que estabelecer um ponto máximo de leitura que foi até Dezembro/2006, senão eu ia madrugar por aqui.

    Sensacional mesmo o blog. Meus parabéns. Está no top 3 pra mim. Adorei os posts sobre o Gambiarra Sound System, o gênio Pavlov (que reafirma uma opinião minha, de que existem artistas que não fazem nada, só sabem justificar), as peripécias do Joselito na sua parede nova…

    Bom, não dá pra falar de tudo o que gostei, mas numa estimativa realista, acredito que 96% do conteúdo do blog foi de extrema relevância e prazer de ler.

    Abraços!

    Gustavo

    ps: Nerd pride 4evah! Gostei disso também! oiauaiauhaiuhaiu

  2. Nerd Pride 4ever, Gustavo!! hehehehe… valeu os elogios!

    E ouça o disco todo do Girl Talk (especialmente o “Unstoppable”)… ele realmente é bom com samples.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *