10 minutos

Daí que minha operação em Recife tá mudando de prédio neste fim de semana e eu vim para ajudar na mudança.
No domingo, lá pelas 16h, encerramos o dia. Voltei pro hotel e decidi que queria tomar uma água de coco na praia, no quiosque que fica bem em frente ao hotel.
Agora tou aqui, HORRORIZADO.
Fiquei no quiosque não mais do que 10 minutos. Nestes 10 minutos eu:
  • Fui abordado por quatro pessoas (um mendigo e três pivetes) pedindo esmola.
  • Vi um dos mendigos comprando crack.
  • Vi o traficante que vendeu o crack do item 2 juntar mais uns capangas e fazer a contabilidade do dia com todos, no meio da calçada.
Cara. Foram DEZ MINUTOS. E eu não tava na boca da favela, tava na praia de Boa Viagem.
Pelo visto a Dilma ainda tem muito trabalho pela frente…

4 thoughts on “10 minutos”

  1. tem um troço aqui no Brasil, Primo, que chama Ilha de Prosperidade. fora dela, a coisa é feia. e essa ilha de prosperidade (que inclue algumas grandes capitais, algumas cidades do interior e algumas áreas marginais) só existe porque o resto do país meio que padece nisso aí que você testemunhou.

    a gente que vive dentro da Bolha normalmente ignora o que é a regra.

    de vez em quando é bom levar um susto. :/

  2. Bemvindo ao mundo real, Zé… (matrix-like)
    Itaim tá fazendo vc perder a noção da realidade… kkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *