Diz aí

Trabalhar em outra língua é muito interessante. Pra não dizer complicado.

Outro dia eu entrei na salinha de café e tinha um cara lá dentro.

– Hi, excuse me…
– Hello. Can you give me the sugar please?
– Sure… ei, você é brasileiro?
– Sou, você também?
– Sim!

Se o inglês fosse um só tava tudo bem. O problema é que tem mil e um sotaques:

O canadense: It’s all aboot the prices, eh?

O indiano falando inglês: Dis is cheep, too dollars… (This is cheap, two dollars)

O asiático falando inglês: All yoo leady to order? (Are you ready to order?)

O brasileiro falando inglês bem: Dat is de biggest truck dey have (That is the biggest truck they have)

O brasileiro falando inglês mal: You are gonna fail the company! (Você vai falir a empresa!)

Hoje eu adicionei mais um à minha lista: O sul-africano com sotaque embolado da inglaterra e com gripe. É de um cara da contabilidade, ele veio aqui na nossa sala pra explicar uns números de uma planilha. No final, ele perguntou ao meu colega de sala, que de vez em quando vai lá fora com ele pra fumar:

Yee goys wenna hovasmooke? (You guys wanna have a smoke?)

Top 10 razões pelas quais o Canadá é um país de primeiro mundo

Qualquer criancinha de 5 anos fala inglês fluentemente
Ora, até os mendigos falam inglês!
Se você cair quando estiver esquiando, automaticamente a natureza colocará gelo no seu ferimento
As rádios não tocam nenhum tipo de funk, pagode ou axé music.
Se você for à loja de bebidas a pé, sua cerveja chega geladinha em casa
É muito fácil arrumar um emprego que pague em dólar
Aquelas propagandas de natal da Coca-Cola fazem sentido porque realmente tem neve lá fora
As pessoas pronunciam corretamente aqueles termos de informática, tipo, MP3 (‘em pí frí’), Windows XP (‘Uíndows Éx-Pí’)…
Você não precisa pagar aqueles impostos absurdos para comprar um CD ou perfume importado
É tão rico e auto-suficiente, ou até mais, quanto seu vizinho de baixo… e não se acha a polícia do mundo.