Uma corrida maluca onde só concorrem Dicks Vigaristas

Alguns dias atrás o ator Ashton Kutcher, famoso por atuar em filmes como… err… “Cara, Cadê meu Carro?” e “Efeito Borboleta”, e que tinha uns 800 mil seguidores no Twitter, anunciou no YouTube que ia passar um trote no Ted Turner caso conseguisse se tornar o primeiro usuário do Twitter com um milhão de seguidores.

Foi o suficiente para disparar uma corrida entre ele (@aplusk) e a CNN (@cnnbrk), corrida que foi vencida pelo ator na madrugada passada.

Ashton vs. CNN

Muita gente arrumou um jeito de capitalizar em cima da corrida. A Electronic Arts disse que o milionésimo seguidor de Kutcher apareceria em um dos seus próximos games. O próprio Kutcher ofereceu uma cópia do Guitar Hero como prêmio para o eventual sortudo que estourasse a marca do milhão de seguidores. Até o Anonymous (lembra?) criou o @basementdad, um usuário inspirado em  Joseph Fritzl (aquele pedófilo austríaco que manteve a própria filha em cárcere privado por 24 anos), e tentou colocá-lo na corrida.

Na minha opinião os fundadores do Twitter (Evan Williams e Biz Stone), que parabenizaram a vitória de Kutcher, deveriam ter se manifestado CONTRA esse tipo de coisa. A meu ver a naturalidade dos relacionamentos no Twitter é o que o serviço tinha de mais valioso, com as pessoas seguindo umas às outras por afinidade e apenas por isto. E esse teatrinho do Kutcher e da CNN é como uma corrida maluca onde só concorrem Dicks Vigaristas.

Maneiras artificiais para engordar número de seguidores – e aqui cabe lembrar da turminha brasileira que recentemente andou usando scripts para isto – são como câncer: um inchaço repentino e anti-natural que, no fim, mata seu hospedeiro.

Não é por nada não, mas eu acho que este é o começo do fim para o Twitter. Agora é rezar pro Google comprá-lo antes que ele imploda ou caia no ostracismo.

One thought on “Uma corrida maluca onde só concorrem Dicks Vigaristas”

  1. Tinoco, eu também não concordo com essas manifestações. Fiz, inclusive, um tweet essa semana: “I don’t wanna be @aplusk’s friend”. Não uso o script do Danilo – que eu considero um grande profissional -, nem qualquer outro script. Pra mim, seguir em média 500 pessoas, e bloquear os wares de seguidores, é o suficiente para os meus objetivos no twitter. Por outro lado, não condeno o mal uso da ferramenta. Acredito que cada um deva usá-la como bem entender. Até mesmo pq atualmente existe diversas maneiras de vc se proteger do conteúdo inútil. A cada dia que passa fica mais fácil – ao contrário do que muitos dizem – administrar as nossas redes sociais.
    Por fim, só é possível nos conscientizarmos do que realmente é bom ou importante para web se tivermos o contraponto a partir daquilo que consideramos dispensável. Além disso, fica aquele velho ditado do interior: “coisa ruim e estrada torta não acabam nunca”. hehehe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *